Em meio a pandemia do coronavírus, Araquari acende alerta para surto de dengue

Em 2020, já são 50 focos do mosquito transmissor e cinco moradores contraíram a doença
Por Maiara Maduro
24/03/2020 13:33

Texto atualizado sexta-feira, 27 de março.

Os cuidados de higiene para prevenir o contágio do novo coronavírus aumentaram, mas na contramão, os hábitos de manter ambientes limpos para evitar os focos do mosquito Aedes Aegytp despencaram. Isso se comprova com o aumento no número de focos encontrados neste ano em Araquari. Já são 50, 17 a mais que o ano passado inteiro, e estão espalhados pelos bairros Itinga, Porto Grande, Ponto Alto, Rainha e Centro. Além disso, cinco moradores já contrariam a doença.

Os pacientes contraíram a doença em outros dois municípios, um deles em Registro, SP, e os outros quatro em Joinville. Para a enfermeira Ana Paula dos Reis, da Vigilância Epidemiológica, a população precisa ficar atenta aos cuidados para evitar água parada. Além disso, neste momento, o trabalho dos Agentes de Combate a Endemias é muito importante. “Os agentes são profissionais de saúde que precisam estar nas ruas, visitando as casas, vistoriando e informando a população sobre os riscos de um possível surto de dengue.”

Para evitar a proliferação do mosquitos transmissor, evite locais de água parada (lixo, entulhos, vaso de plantas), faça inspeção diária no domicílio, atentando para o quintal, caixas d’água sem cobertura, calhas e bueiros que acumulam água parada. Evitar jogar lixo e entulhos em terrenos baldios também é uma medida preventiva. Araquari conta hoje com 10 agentes de saúde e endemias que visitam residências e empresas, verificando e analisando possíveis focos do mosquito. 

 

 

Download das fotos em alta resolução
Carregando