Projeto Araquari Campeã: aulas de futsal intensificam treinos nas categorias de base

Mais de 200 alunos treinam no Centro e no Itinga. Neste ano, o destaque é a conquista da vaga para disputar a semifinal do Campeonato Catarinense de Futsal sub-13.
Por Maiara Carvalho
09/10/2017 15:33
Olhos e ouvidos atentos. Sentados no chão da quadra, os doze atletas da categoria de base sub-13 prestam atenção nas palavras do treinador. Quem fala é Eduardo Corinthians de Araújo, professor de educação física da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer desde 2005. Ao lado do professor Rodrigo José da Conceição, são responsáveis pelas equipes de rendimento de futsal e realizam os treinos no núcleo do Itinga, localizado no Ginásio de Esporte Afonso Carlos Guilherme Tantsch, no Centro Social Urbano.
 
A conversa antes de iniciar o treino é de motivação. Com foco na semifinal do Campeonato Catarinense de Futsal sub-13, os treinos estão mais intensos. Este é o segundo ano consecutivo em que a equipe participa do campeonato e vai disputar uma vaga na final. O turno será em Chapecó, nos dias 21 e 22 de outubro; e o returno será nos dias 3 e 4 de novembro, em Florianópolis. 
 
“Estamos confiantes que vamos conseguir a tão sonhada vaga na final, mas são as oito melhores equipes, então serão jogos difíceis. Ano passado batemos na trave, ficamos em quinto na classificação final, mas neste ano estamos treinando mais forte e fazendo de tudo pra chegar ao quadrangular final”, comenta o professor.
 
As aulas de futsal são abertas a crianças e jovens com idades entre seis anos a 18, meninos ou meninas. Entretanto, a procura do público feminino é baixa. Dos mais de 200 alunos, apenas uma participa dos treinos. Amanda Aparecida Machado, 18 anos, moradora do bairro Itinga, que sonha em se tornar jogadora profissional.  “Desde quando eu era criança olhava para a bola e ela me chamava, parece que já tinha uma conexão.”
 
Além de treinar futsal dois dias na semana, nos dois períodos, Amanda treina futebol de campo pelo time do Fluminense, de Joinville. Apesar de ser a única menina, a garota que se inspira em nomes famosos do futebol como Cristiano Ronaldo e Marta, não desanimou. “Treinar com os meninos é bom por que é mais pegado e tem maior rendimento.”
 
Ao todo, mais de 200 alunos fazem aulas de futsal, gratuitamente, oferecidas pela Prefeitura. Além do Itinga, os treinos também são oferecidos no Centro, no Ginásio de Esportes Moacir Iguatemy da Silveira. Enquanto que no bairro o foco é o treino das equipes de competição, no centro a proposta é fazer o contraturno escolar. 
 
“A prática da atividade física em si traz muitos benefícios para a saúde e para o convívio familiar. Além disso, as aulas de futsal tiram as crianças de atividades ociosas e proporcionam inclusão social e cidadania”, comenta Jonathan Oliveira, professor de educação física que está há seis anos nas aulas de futsal. 
 
Só neste ano, a Prefeitura já investiu mais de R$ 25 mil na modalidade. Segundo o diretor de Esportes Eduir Santos, os valores, na sua maioria, são gastos com viagens a campeonatos, além do pagamento das inscrições em competições, que só neste ano, já somam seis. “A ideia é levar as aulas de futsal a outros bairros de Araquari e também aumentar a capacidade de atender mais crianças e jovens a partir do próximo ano”, comenta.
 
Projeto Araquari Campeã – As escolinhas da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer estão de cara nova. Agora, as seis modalidades – karatê, muay thai, futebol, futsal, vôlei e tênis de mesa – fazem parte de um mesmo programa. O objetivo é unir as modalidades em um mesmo ideal, que é, além de incentivar a prática esportiva desde a infância e formar cidadãos mais conscientes, lapidar talentos e formar campeões para o esporte e para a vida.
 
Clique aqui e confira a primeira reportagem da série sobre as escolinhas.
Download das fotos em alta resolução
Carregando